27/10/16

Aquelas Amigas:


Sempre escutei pessoas falando que sozinho não somos nada e sempre é bom ter alguém para se confiar e andar ao seu lado. Nesses último ano essa frase se concretizou ainda mais na minha vida, não que antes eu andasse sozinha, mas hoje eu vejo como Deus nos envia pessoas especiais para andar ao nosso lado. A sessão desse mês foi em clima de alegria e foi uma daquelas sessões que eu cheguei em casa e agradeci por ter essas pessoas na minha vida. É, nessa sessão eu não estou sozinha. Amigas, esse é o adjetivo que a sociedade deu para elas, mas para mim elas já são irmãs, fazem parte do meu dia a dia e me aguentam como ninguém, qualquer um que consiga isso, já é especial. Mas essas cinco aí são pessoas em que eu sei que posso fechar o olho  e me jogar que elas estarão lá para segurar minha mão. Cada uma tem sua personalidade. Uma adora me fazer rir e sempre está nas doideiras comigo. Outra eu posso dizer que é minha professora, porque sem ela nenhuma matéria seria entendida. Tem aquela que ama uma festa, uma música e um barraco (claro que tem). Tem também aquela que além de irmã, amiga ela é prima e uma ótima pessoa para se fazer uma zona no whatsapp. E elas junto comigo te digo, não é algo muito fácil de lidar. Mas devo dizer que sem elas o meu dia fica muito mais triste, fica com muito menos sorrisos e com muito menos diversão. 
E para representar toda essa diversão a sessão desse mês não poderia ter sido em lugar melhor. Uma piscina de bolinha! E não é que a Bebel Tostes conseguiu deixar a gente arrasadoras mesmo que na verdade estivéssemos atacando uma a outra em uma grande guerra de bolinhas? Por isso deixo vocês aqui com a sessão de fotos mais colorida de todos os tempos, com algumas das pessoas que mais deixam minha vida colorida.

23/09/16

Ela é Primavera:

 E se encerrou o inverno e inicio-se a primavera, aquela que é dita como a mais bela das estações. E não metem quando dizem isso, ela realmente é. Nós somos como ela, belas, lindas, perfumadas e floridas... Estamos desabrochando e nos tornando as flores mais lindas de todo jardim.

Sempre comparam a juventude de uma menina como a primavera porque no calor dessa estação que entra, estão a desabrochar, perfumar e embelezar todo nosso ambiente. A mocidade é, como a primavera, uma estação sobrestimada. Uma estação de descobertas, de aventuras, de risos, tristezas, liberdade, uma estação para sermos quem quisermos e por mais que alguns arranquem nossa flores, jamais conseguirão deter a primavera inteira. Porque acima de qualquer estação somos flores que duram mais que quatro estações...

E nessa estação tão linda, eu e a Bebel Tostes, deixamos essa sessão de fotos linda ( e muito engraçada) para vocês admirarem, toda a nossa primavera...

16/09/16

Resenha: Um Amor, Um Café e Nova York 2


Olaaa,
Antes da pausa que eu fiz no blog eu tinha resenhado Um Amor, Um Café e Nova York para vocês e durante esse tempo eu li o segundo livro e lembrei que também tinha que contar sobre ele para vocês. Então vem saber como acabou a historia de Camila e Gui em Um Amor, Um Café e Nova York 2.

Obra: Um Amor, Um Café e Nova York 2
Autor: Augusto Alvarenga
Editora: D'plácido
Paginas: 114
Sinopse: Dois anos se passaram desde que Camila se despediu do Brasil. Vivendo seu sonho em NY com seus melhores amigos, ela pensa que este será um ano como os dois anteriores... Quando seus pais e amigos a convencem a voltar para casa, Camila se vê encurralada por lembranças do passado e o medo do futuro, sendo obrigada a enfrentar seus sentimentos adormecidos sem transparecer isso para as câmeras. Assim como em nossa própria vida, cada novo capítulo trará uma nova surpresa, novos personagens e novas emoções para essa história. Será que Camila está preparada para as consequências de viver seu sonho?

Como no primeiro livro, esse também me surpreendeu bastante! Aqui já temos uma Camila um pouco mais amadurecida e com um novo mundo pela frente. Ela resolveu seguir sua carreira de cantora e podemos dizer que tudo que ela tinha antes, virou de ponta a cabeça em um piscar de olhos. 

O mais incrível nesse livro é mesmo o crescimento da personagem, ela que no primeiro livro era extremamente doce que dava até dor de barriga, nesse conseguiu ser mais pé no chão e mais realista, o que fez com que a leitura desse fosse muito melhor que do segundo! E junto com a Camila quem cresceu também foi o autor, tendo uma escrita muito mais aprofundada que no livro anterior pela minha opinião.

Com um final surpreendente, Um Amor, Um Café e Nova York 2 conseguiu ser ainda melhor que o primeiro e me fez querer ler muito mais coisas desse autor, que tem muito sucesso pela frente.